Notícias

Soja alcança o melhor momento de lucrativivdade nos últimos 12 anos

Sex, 03 de Julho de 2020

Na quinta-feira, os preços da soja alcançaram R$105 no interior do Rio Grande do Sul (região de Santiago, parte central do Estado) levando os custos de produção a patamares os mais baixos dos ultimos 12 anos de comercialização da oleaginosa no Brasil.

O produtor e empresário Paulo Nicola, que tem por caracteristica acompanhar os números desde a safra de 2009, não titubeou: num telefonema à cooperativa AgroPan, encerrou todas as suas compras numa tacada só.

Travou 30% do valor futuro do que espera colher (com base nos preços de maio, hoje avaliados em R$ 100/saca), com lucro de 27% sobre a média das despesas, e manteve o restante da produção disponível para vendas a futuro - mas, agora, com receita livre de despesas.

-- "Um lucro excepcional, mesmo em ano de baixa produção", explica. (Na sexta-feira o IBGE divulgou que a média do produção em todo o Estado gaúcho recuou para 29,80 s/há).

Autor de livros sobre gestão financeira, e criador de planilha de custos sobre comercialização da soja, o empresário fez, com exclusividade para o Notícias Agrícolas, a comparação de despesas e receitas numa lavoura de 500 hectares.

Nessa área, ele investiu 16.955 sacas (ao valores de R$ 100/maio) para cobrir os custos totais da produção. E com a relação de custo-venda nas mãos, chegou ao custo de 33,91 sacas por hectare, o mais baixo (e, portanto), o mais lucrativo) de sua história como produtor rural.

Nesta entrevista, Paulo Nicola explica como faz o balanço financeiro de sua propriedade, cuja planilha pode ser conferida logo abaixo.

Mesmo assim, a grande maioria dos produtores encontram-se em situação desesperadora em relação à solvencia economica da atividade.

" Falta gestão financeira nas propriedades", diz Nicola a João Batista Olivi, jornalista do Notícias Agrícolas. "O pessoal está sempre correndo atrás, e parece que nunca sobra dinheiro. No entanto o negócio soja é o mais lucrativo que temos no País; basta fazer o controle do custo e acompanhar o mercado para vender sempre que o lucro aparece", ressaltou o produtor e empresário rural.

Nicola que defende que a administração rural deve focar em resultados e em lucros. Por isso, nem sempre a produtividade e a atenção ao mercado externo são os fatores mais importantes.

-- "É espantosa a quantidade de gente que está no risco, mesmo com os preços excepcionais que estamos vivenciando. Por isso é bom prestar atenção nas contas", adverte. (clique no link da entrevista para ter acesso a um exemplo de planilhas de custos).

Assista a reportagem completa no vídeo abaixo!

Voltar

Índice PAB

11.06.2021
Soja (R$)PAB
157,001,08

Preço Bruto (Centro Oeste do RS)

Entenda o índice PAB
Paulo Nicola

Paulo Nicola

Agropecuarista e engenheiro civil formado pela FURG. Concluiu MBA em Factoring pela FAI. Em 1980 criou a Nicola Engenharia. Atua em planejamento administrativo, financeiro e desenvolvimento empresarial. Membro do conselho de administração do Grupo Nicola. Na região Centro-Oeste do Brasil, administrou uma propriedade rural com 27.000 hectares, e ao Sul, atividades de agricultura, pecuária de corte e gado de cria em áreas que totalizavam 6.000 hectares. Diretor financeiro da Nicola e Fernandes Ltda., empresa que apoia mais de cem pequenas e médias empresas e dezenas de produtores rurais.